O que Pewdiepie, jazz, Louis CK e a KKK têm em comum?

[linkstandalone]

Resposta: todos são literalmente eu.

Esse episódio foi mais para sair da inércia de ficar parado, mas acho que ficou bom dadas as circunstâncias. Eu estou com um péssimo hábito de falar com o microfone muito próximo da minha boca, e isso atrapalhou em alguns momentos, mas acho que dá pra relevar, foi coisa muito pontual, quando eu elevava a voz.

Eu gosto muito de fazer KrameriKasts Klassic, mas eu falo aqui de como é um esforço muito grande para fazer um episódio que me deixe satisfeito, além de ser algo que não tem tanto retorno em audiência. Mas é a vida.

Deixei uma pergunta para os ouvintes no Spotify e vou repeti-la aqui: o interior de São Paulo é vivível, dado que se trata de uma cidade segura?

Enfim, fica aqui o episódio: