Mais um KrameriCast novo (!!!) e sem live nas próximas semanas Mais um KrameriCast novo (!!!) e sem live nas próximas semanas

[linkstandalone]

Mais um KrameriCast! Nem parece que sou eu, né?

Mas esse vem com péssimas notícias. Acho que nunca estive sob tanta pressão da vida real. Depois de sair da UnB, tudo dela parece trivial e só lamento ter perdido tanto tempo na universidade.

Eu tenho que arranjar um emprego nos próximos meses, não tenho opção de não fazê-lo. Basicamente, o contrato do aluguel que estou tendo aqui vai acabar em novembro e eu e o meu colega de apartamento e amigo decidimos não renovar. Bom, por mim renovaria e se eu arranjar um emprego eu pretendo renovar, mas ele está em situação financeira mais confortável então pode seguir sua vida. E, claro, tem os inevitáveis desgastes sociais, que provavelmente são até o maior motivo para não renovarmos.

Como sempre, eu preciso fazer um esforço hercúleo para conseguir o que outras pessoas parecem fazer com mais facilidade. Mas, para ser justo, talvez seja só impressão minha e eu não seja especial. Mas que tudo fica mais desesperador a cada dia, fica.

De qualquer forma, nesse episódio falo sobre a mentalidade da Jazz Age! Ela voltou com tudo nos últimos anos, existem paralelos claros entre o niilismo dos anos 20 americanos e basicamente o mundo inteiro hoje. Só não temos a mesma prosperidade.

Esse episódio meio que se desenvolveu a partir de uma conversa que tive com um grande amigo, o Bolini, uma das pessoas mais cultas que conheço. Praticamente todos os temas tratados aqui foram temas de um único papo recente com ele, os comediantes, os tipos de plateia, a Jazz Age... teve mais coisa também, mas se eu copiasse tudo que falamos antes ou pegasse o celular para ficar lendo a conversa esse seria o episódio menos autêntico da história.

Eu particularmente gostei desse episódio. Espero que vocês também.